sábado, 20 de janeiro de 2018



A 16 de abril, em antestreia em Amarante, no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, pelas 22h00, na presença do realizador.

“O último segredo da Arte Moderna”


… Amadeo(1887-1918)!!! O filme de Cristophe Fonseca, vai estar em ante-estreia, dia 16 de Abril, no Museu Municipal Amadeo de Souza Cardoso- Trata-se de uma visão sobre a vida intensa, e a obra meteorito deste pintor amarantino, a apresentar em Paris, no Grand Palais, em breve: a partir de 20 de Abril, numa grande exibição organizada por esta fundação e pela Reunião dos museus nacionais – Grand Palais.

Um século depois do seu desaparecimento, o filme mostra correspondência, incidindo sobre o percurso daquele que foi a mentor vanguardista parisiense, no período anterior de I Grande Guerra. Artista que viveu em Paris, “o centro eufórico de todas as rupturas” onde tudo acontecia e era inspiração para Amadeo, que era cosmopolita e urbano, por vontade e determinação”. E, claro, aborda-se também, o retorno à pacatez rural e campestre de Manhufe, uma forma de Sentir Amarante que sempre transpareceu na sua obra. Amadeo combina nas suas telas, os elementos do “mundo do campo”, e os elementos característicos do mundo moderno com a mesmo dinâmica e, sem hierarquia explicita: “cruza o lugar da origem com a vertigem das máquinas, os manequins mecânicos das lâmpadas eléctricas e reclamos publicitários, das emissões de rádio dos perfumes e do champagne”. A mostra e o filme, na qual se baseia, incorpora ainda obras dos artistas que lhe foram mais próximos, e que faziam parte do ser círculo modernista, os que faziam a ruptura com os cânones da arte representativa como Modigliani, Brancusi ou Sónia e Robert Delaunay, que se refugiaram em Portugal, com o estoirar da I Guerra. Amadeo, era um Pintor que expressava as diferentes tendências revolucionárias do seu tempo, manifestando influências do impressionismo, fauvismo, cubismo, futurismo entre outras tendências da época! Um “cúmplice das revoluções estéticas do seu tempo”! A sua morte prematura aos 30 anos, no final da I guerra mundial, afastou-o da consagração artística e da história internacional de Arte. Citando o historiador da Arte norte-americano, Robert Loescher, Amadeo de Souza Cardoso é “um dos segredos mais bem guardados da arte moderna”. Filme a ver, em Amarante, entre as raízes da tradição e a vanguarda Futurista”, Amadeo!

Nazismo E Vaticano





... A história em revisitação?! Os estruturalistas dizem "Não há História. Não há real. Não há desejo" .... O Vaticano sempre protegeu Hitler .... A guerra de 1914/18 "mais do que material ... foi uma Guerra Espiritua"l. Nos minutos seguintes, às celebrações da Revolução dos Cravos, de tradição pelo culto da Liberdade .... "Democracia"?! Não, meus senhores "Autocracias" e "Unanimidade contra os Anarcas": cinco mil milhões de pessoas (five(5) billion people" é ateu, segue o "credo" Comunista ....Senhores doutores "O DESEJO ... é o que dá veracidade ao Inconsciente" .... "Mutilação do signo"?! semiótica da comunicação "Arbeit match frei"? .... O que se passa é uma guerra "Económica" porque o mundo "Cópia" dos pedofilistas do Vaticano (por favor, o que é o direito "canónico" senão a protecção ... do que nós não protegemos?! Recorda-se "Catarina Eufêmia" assassinada na noite de 24de Abril, a noite da ... nossa .... Revolução ... "Anti fascista" de tradição" Paulo X enviado pelo Partido para a União Soviética em 78 recorda em voz baixa .... Não vá a Polícia política aparecer:"Nós acompanhamos a carreira política no Chile e Na Argentina de Francisco, Esteve ligado ao desaparecimento de dois(2) sacerdotes dissidentes do regime fascista chileno (voos da "morte"); e ao desaparecimento de crianças, filhos de presos políticos chilenos." e acrescenta, "Mas, são coisas que não são para "falar" A História em "desconstrução"? não! "O vaticano vai abrir os arquivos ao público" Transparências ... na "Anarquia" ..... Somos pela Liberdade

As Mães da Praça de Maio (Madres de Plaza de Mayo) são mulheres que se reúnem na Praça de MaioBuenos Aires, para exigirem notícias de seus filhos desaparecidos durante a ditadura militar na Argentina (1976-1983). Alguns pais, considerados subversivos, tiveram seus filhos retirados de sua guarda e colocados para a adoção durante os sete anos de ditadura. Quando acabou a ditadura, muitos filhos estavam sob guarda de famílias de militares. A situação é retratada no filme La historia oficial, o primeiro da América Latina a vencer o Oscar de melhor filme estrangeiro, que mostra uma manifestação do grupo. As mães da Praça de Maio ganharam oPrémio Sakharov em 1992.
Ainda hoje, todas as quintas-feiras, as mães realizam manifestações na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada, buscando manter o desaparecimento de seus filhos vivo na memória de todos os argentinos.

"transferir(1)"
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Fokker F 28 da Marinha da Guerra argentina no aeroporto militar do Aeroparque

Shorts SC.7 Skyvan da Prefeitura, usado para os voos da morte

O aeroporto militar que se encontra no extremo sul (esq) doAeroparque era utilizado para osvoos da morte
Os "voos da morte" (em espanhol Vuelos de la muerte) foram uma atroz prática da Guerra suja na Argentina, durante o chamado "Processo de Reorganização Nacional" (1976-1983). Mediante os "voos da morte" milhares de detidos-desaparecidos foram atirados ao mar vivos e drogados, de aviões militares. Estima-se que os voos vitimaram 4 mil pessoas, inclusive líderes das Mães da Praça de Maio.[1]

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Ecstasy planetarium
Every gesture He makes
I make Love to him ** viajo, aprende e vejo estrelinhas fílmicas,
"Corpos de veludo"
eu gosto

"unplugged the world"

if i were u I would add my localization to the code words (password)

Rebelds with a cause

disconnet yourself from every concept adquired by social meaning

install the voyage untill the roof of your mind


artº350